Um estudo recente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) indica-nos que cerca de dois terços da população portuguesa em idade adulta tem o colesterol elevado.

No entanto, é importante reter que o colesterol é uma molécula essencial ao normal funcionamento do organismo. Embora tenha muitas vezes uma conotação negativa associada, o seu papel é fulcral enquanto constituinte das membranas celulares, na síntese de hormonas e de vitamina D.

O organismo obtém colesterol de duas formas: por ingestão, pois está presente em maior quantidade em produtos de origem animal como ovos, carne (especialmente vermelha), produtos lácteos, e por produção no fígado.

O colesterol é constituído por duas frações distintas, o LDL (low density cholesterol), vulgarmente apelidado de “mau colesterol”, e o HDL (high density cholesterol), ou “bom colesterol”.

É necessário reter que apenas níveis elevados de colesterol são considerados prejudiciais à saúde, podendo conduzir a consequências nefastas e com efeitos permanentes, nomeadamente a nível cardiovascular.

Com o aumento dos níveis de colesterol, podem desenvolver-se depósitos nas paredes das artérias, causando aterosclerose. Este espessamento das paredes pode causar obstrução da progressão do sangue e levar, eventualmente, a um acidente vascular cerebral ou enfarte do miocárdio. Como tal, existe uma necessidade premente de manter os valores dentro dos limites definidos pela prática médica.

Os níveis de colesterol no organismo são regulados por vários fatores, como a idade, a genética e o estilo de vida. O sedentarismo, a falta de exercício físico e uma alimentação desequilibrada podem também levar ao aumento dos valores de LDL. Uma alimentação rica em fibras e pobre em gorduras saturadas é uma mais-valia no que diz respeito a alcançar os valores desejados.

A vitamina C e o extrato seco de Shitake, ou Lentinula edodes, contribuem para o normal funcionamento do sistema imunitário e para a proteção das células contra oxidações indesejáveis. A monocolina K, extraída do arroz vermelho, contribui para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue.

O Ganocomplex Cholesterol tem na sua composição Ganoderma lucidum de produção biológica, levedura de arroz vermelho e vitamina C. Apresenta-se, assim, como uma resposta, um suplemento alimentar cuja composição reúne elementos com uma ação reguladora dos valores de colesterol.

This message will close in 20 s
Ajax Loading